Terapia comportamental dialética

A Terapia Comportamental Dialética (TCD) é recomendada à clientes com risco de suicídio, com comportamentos de automutilação não letais, com diagnóstico de Transtorno de Personalidade Borderline, e outros casos clínicos que, em geral, são considerados complexos.

É um modelo de tratamento composto, idealmente, por: 1. Psicoterapia individual; 2. Treinamento de habilidades (mindfulness, efetividade interpessoal, regulação emocional e tolerância ao mal-estar); 3. Consultoria por telefone ao cliente; 4. Reunião de consultoria para os terapeutas; 5. Tratamentos auxiliares.

No que se refere ao processo do tratamento, é feito em estágios:

Estágio de pré-tratamento: Realiza-se a entrevista diagnóstica e de avaliação, e a busca do histórico relevante de vida do cliente. A partir disto, cliente e terapeuta definem os objetivos do tratamento.

Estágio 1: Foco no desenvolvimento de capacidades básicas do cliente, a partir de problemas como comportamentos suicidas, comportamentos que interferem na terapia e na qualidade de vida, e os déficits de habilidades comportamentais.

Estágio 2: Uma vez que os comportamentos do estágio anterior foram controlados, aqui o foco da intervenção é sobre o estresse pós-traumático. É preciso uma avaliação adequada sobre o momento mais apropriado de o cliente ingressar neste estágio, para que a exposição aos eventos traumáticos não cause a regressão do tratamento ou evoque outros problemas.

Estágio 3: Foco no desenvolvimento de autorrespeito e no alcance dos objetivos pessoais do cliente. Nesta fase, é esperado que o cliente consiga validar suas emoções e pensamentos, confiar em si e respeitar-se.

Estágio 4: Onde o cliente pode focar no seu desenvolvimento espiritual ou transcendental, se assim desejar.

Quer saber mais? Fale comigo.


Referências

Dornelles, V. G. & Sayago, C. W. (2015). Terapia comportamental dialética: Princípios e bases de tratamento. In P. Lucena-Santos, J. Pinto-Gouveia, M. S. Oliveira (Eds.), Terapias comportamentais de terceira geração: Guia para profissionais (pp. 440-473). Novo Hamburgo: Sinopsys.

Dornelles, V. G. & Sayago, C. W. (2015). Terapia comportamental dialética: Estrutura e estratégias de tratamento. In P. Lucena-Santos, J. Pinto-Gouveia, M. S. Oliveira (Eds.), Terapias comportamentais de terceira geração: Guia para profissionais (pp. 474-505). Novo Hamburgo: Sinopsys.